[ editar artigo]

Adaptação escolar

Adaptação escolar

O início da vida escolar é uma experiência desafiante para as crianças. Novo espaço, novas pessoas, novas regras, novas rotinas e um momento de ficar longe dos pais por uma boa parte do dia. É sem dúvida um tempo de fortes emoções, de descobertas do novo. E por isso, um tempo de inseguranças e incertezas trazidas pelo desconhecido.

Cabe à escola, em parceria com a família, realizar um trabalho que facilite a entrada das crianças nesse novo mundo. Nova escola, sala de aula, novos colegas, professores, ambiente diferente, tudo isso implica em grandes mudanças e exige esforço de adaptação.

No período de adaptação, incentivamos as crianças a conhecer o espaço da escola com segurança e autonomia. É importante deixar que elas transitem pelos diferentes espaços e explorem os ambientes existentes: areia, salas de aula, brinquedos, pátios. Sempre na companhia de um educador, para que possam, aos poucos, adquirir familiaridade e segurança com o ambiente escolar.

A familiarização com os educadores é fundamental para que cada criança crie afinidade com eles e, principalmente, sinta segurança para permanecer na escola. Assim, é importante que as crianças percebam que, enquanto estiverem na escola, suas solicitações e necessidades devem ser atendidas pelos educadores. No decorrer desse período, quando houver qualquer solicitação da criança, na presença de pai, mãe ou acompanhante, é importante que transfiram esta responsabilidade à escola, sugerindo a criança que sempre solicite ao educador o que for preciso, de modo a transmitir às crianças a confiança nos educadores.

É muito comum que, no período inicial, os pequenos peçam ajuda aos pais ou acompanhantes para levá-los ao banheiro, para acompanhá-los em uma ou outra atividade ou mesmo na preparação do lanche. Nesses casos, uma afirmação do tipo “fale com sua professora, ela vai lhe ajudar”, facilita muito a adaptação e a construção deste vínculo tão essencial. A segurança e a confiança mostrada por pais e acompanhantes são facilmente percebidas pelas crianças e isto é fundamental para que se sintam tranquilas e seguras na escola.

As famílias podem e devem conversar com os filhos sobre a nova escola, contando-lhes inicialmente sobre a professora, outras crianças e as propostas que acontecerão durante os primeiros dias. Ao iniciar a adaptação as conversas devem permanecer, falem sobre os eventos vividos pela classe naquele dia, as histórias ouvidas, retome os nomes dos amigos, etc.

As atividades propostas às crianças nesse período de adaptação têm como objetivo mostrar a rotina da escola, bem como, as novidades que ela oferece: brinquedos, brincadeiras, outras crianças, pessoas diferentes daquelas que estão acostumadas, momentos em grupo para lanchar, pintar, ouvir histórias, desenhar, conversar e se cuidar. Desde o primeiro dia, elas participam de algumas dessas situações. Muitas atividades são organizadas em conjunto pela professora e por todas as crianças para que se sintam mais envolvidas e integradas ao dia a dia da escola.

Cada criança tem o seu ritmo próprio e sua forma peculiar de adaptar-se. Portanto, nesse período, as orientações são individualizadas, contemplando uma diversidade de decisões e horários. A professora e a coordenadora estão atentas e prontas para apoiar e orientar sempre que necessário. As atividades propostas nesses dias simulam o cotidiano escolar, em doses proporcionais ao momento que as crianças estão vivendo.

O diálogo entre "criança/família e escola" é a base para adaptarmos com confiança e segurança nossos pequenos nessa nova etapa da vida escolar.

Luciane Santos
Pedagoga e Terapeuta

Comunidade Bebê 123
Luciane Santos
Luciane Santos Seguir

Olá!! Sou Luciane Santos Pedagoga e Terapeuta . Apaixonada pelo Aprendizado e Desenvolvimento Humano. Acredito que estamos nessa vida para sermos cada dia melhores, realizados e felizes com nossas escolhas. Seja Bem Vindo!!

Ler matéria completa
Indicados para você