[ editar artigo]

Criança pode consumir adoçante? Quais as consequências?

Criança pode consumir adoçante? Quais as consequências?

 

Se você está preocupado com a quantidade de açúcar na dieta do seu filho, você pode estar se perguntando se criança pode consumir adoçante.

Apesar do que você pode ter ouvido, adoçantes artificiais como aspartame, sacarina e sucralose não causam defeitos congênitos ou câncer. E além disso não estão ligados a problemas de comportamento.

Se o seu filho está comendo ocasionalmente alimentos adoçados artificialmente, você não precisa se preocupar com nada. Mas, antes de abastecer sua geladeira com alimentos e bebidas adoçadas artificialmente, lembre-se que muitas delas como sorvetes sem açúcar e bebidas com sabor de frutas, nem sempre são as opções mais nutritivas e ainda podem encher as crianças de calorias vazias.

Criança pode consumir adoçante?

http://empreendedona.com.br/wp-content/uploads/2018/09/crianca-adocante-300x169.jpg

Não há dúvida de que os adoçantes artificiais contem menos calorias do que o açúcar. Assim, os adoçantes artificiais contribuem para a perda de peso.

Há poucas recomendações explícitas sobre se a criança pode consumir adoçante. No entanto, o que realmente interessa aos especialistas em adoçantes artificiais, especialmente para crianças, é que eles estão se infiltrando em mais e mais produtos.

Uma declaração de posição da ADA afirma que os adoçantes artificiais podem permitir que os consumidores desfrutem do sabor adocicado enquanto continuam a controlar o peso, o diabetes e outras doenças crônicas.

Com relação especificamente se a criança pode consumir açúcar, a ADA( American Dietetic Association) afirmou que os adoçantes artificiais são seguros para uso dentro da faixa da ingestão diária aceitável.

São necessárias mais pesquisas sobre a eficácia dos adoçantes artificiais para controle de peso e mais estudos são necessários sobre os efeitos de segurança quando adoçantes artificiais são consumidos durante muitos anos, começando na infância ou adolescência.

Já a Academia Americana de Pediatria, afirmou que os adoçantes artificiais foram inadequadamente estudados para uso em crianças e que eles não devem formar uma parte significativa da dieta de uma criança.

Além disso há algumas pessoas que não podem ou não deveriam consumir adoçantes artificiais. Inclusive crianças de até 3 anos de idade. Outra exceção são as pessoas nascidas com uma condição genética rara chamada fenilcetonúria. Elas devem evitar o aspartame, pois pode ser prejudicial.

Criança pode consumir açúcar?

http://empreendedona.com.br/wp-content/uploads/2018/09/crianca-adocante2-300x183.jpg

O açúcar é um tipo de carboidrato e, como todos os carboidratos afetam os níveis de glicose no sangue. Mas os alimentos que contem açúcar em sua forma natural, frutas inteiras, por exemplo, tendem a ser altamente nutritivos, ricos em nutrientes, ricos em fibras e com baixa carga glicêmica.

Por outro lado, o açúcar refinado e concentrado consumido em grandes quantidades aumenta rapidamente os níveis de glicose e insulina no sangue. Aumenta também os triglicérides, mediadores inflamatórios e radicais de oxigênio. E consequentemente, aumenta o risco de diabetes, doenças cardiovasculares e outras doenças crônicas.

Os especialistas recomendam que as crianças consumam menos de seis colheres de chá de açúcar por dia. Essas são, também, recomendações da American Heart Association, destinadas a manter as crianças saudáveis,

Eles também aconselham que as crianças menores de 2 anos não consumam alimentos ou bebidas com adição de açúcares. Isso inclui bebidas açucaradas.

Portanto, limitar quanto açúcar você come definitivamente é uma boa decisão. O que também ajuda a reduzir o risco de diabetes, obesidade e cárie dentária.

 

Comunidade Bebê 123
Comunidade Bebê 123
Comunidade Bebê 123 Seguir

Comunidade Bebê 123, um espaço para compartilharmos experiências e conteúdos sobre a maternidade.

Ler matéria completa
Indicados para você