[ editar artigo]

Crianças podem consumir alimentos ricos em ômega 3 ?

Crianças podem consumir alimentos ricos em ômega 3 ?

Quando o assunto é alimentação infantil, muitas mães ficam cheias de dúvidas sobre o que devem ou não dar de comer para os seus filhos. Isso acontece porque existem alimentos que são muito indicados para essa fase e outros que, embora saudáveis, é melhor deixar para ter no pratinho na vida adulta. Mas e o ômega 3? Esse famoso nutriente que a gente sempre vê ser recomendado para pessoas mais velhas, graças aos seus inúmeros benefícios, será que isso vale também para os pequenos? É o que vamos descobrir!

Conheça os benefícios e ideias de receitas com os alimentos ricos em ômega 3

A resposta de muitos estudos é que sim, as crianças podem consumir alimentos com ômega 3 e, inclusive, ganham alguns benefícios com esse consumo:

Mais inteligência: uma pesquisa feita pela Universidade Oxford mostrou que as crianças que têm uma alimentação com produtos ricos em ômega 3 podem ter mudanças significativas e positivas na hora de aprender. Esse fato se explica também pela presença do ácido graxo, que ajuda na concentração das crianças e, consequentemente, no melhor desempenho escolar. As mais de trezentas crianças atingidas pela pesquisa, de 7 a 9 anos, tiveram melhora principalmente no rendimento da leitura, após a ingestão de 600 mg de ômega 3 diariamente.

Melhora no sono: a Universidade de Oxford também fez outra pesquisa sobre a relação do ômega 3 com crianças de até 9 anos, mas dessa vez, as atenções estavam voltadas ao sono dos pequenos. Os resultados mostraram que 600mg diárias de ômega 3 foram suficientes para melhorar o sono de algumas crianças.

Outros estudos também mostram diferentes vantagens em as crianças consumirem alimentos ricos em ômega 3, benefícios como: melhora da capacidade visual, melhora da memória, diminuição dos níveis de gordura no sangue, proteção óssea entre outros.

Agora que você já sabe que o ômega 3 faz bem para as crianças, separamos alguns alimentos ricos nesse nutriente e as formas de serví-lo para a garotada:

Alimentos ricos em ômega 3 para as crianças

Peixe: é só falar de ômega 3 que muitos lembram dele, o peixe é o campeão e a maior fonte desse nutriente. Mas quando, afinal, o seu bebê pode começar a comer peixe? Bem, a recomendação é de que o prato já esteja no cardápio da criança a partir dos 6 meses de vida, fase em que se inicia a introdução alimentar de sólidos, claro sempre tomando muito cuidado com os espinhos.

Receitas: dá para servir o peixe num bolinho, assado, grelhado e de diversas outras maneiras.

Ovos: além da presença do ômega 3, os ovos são fonte também de outros nutrientes importantes para as crianças como as proteínas. A inserção do ovo na alimentação do seu filho pode acontecer a partir do 4º mês, começando pela gema e, depois, evoluindo para a clara.

Receitas: ovos mexidos bem temperados podem virar a paixão de seu filho, mas enquanto ele não cresce vale a pena ter em mãos receitas como papinhas que levam a gema do ovo.

Castanhas e sementes: como nozes, castanhas e sementes de linhaça, entre outros, também são ricos em ômega 3 e podem ser servidos para as crianças. Mas fique atenta porque, ao contrário dos outros alimentos que falamos aqui, as castanhas não são indicadas para menores de um ano, por conta dos engasgos.

Receitas: as sementes ficam uma delícia em qualquer receita de salada de frutas, pãozinho, entre outros.  Para as castanhas vale apostar no purê e receitas de cookies.

Lembrando que antes de servir para o seu filho um novo alimento é sempre bom perguntar para o médico/nutricionista as melhores maneiras de inserir esses alimentos pela primeira vez na dieta dele.

Comunidade Bebê 123
Comunidade Bebê 123
Comunidade Bebê 123 Seguir

Redação Bebê 123

Ler matéria completa
Indicados para você