[ editar artigo]

Deixe o pai ser pai

Deixe o pai ser pai

Nós mamães, mesmo quando de primeira viagem, geralmente temos noção de como cuidar do bebê.  Somos de uma geração em que somente as meninas eram preparadas para o mundo materno, o aprendizado passava de geração pra geração (das mulheres). Desde criança eu cuidava de crianças menores. Aos 10 anos eu tinha 3 primos bebês e fazia tudo, dava banho, trocava fralda (naquela época de pano), fazia mamadeira, cuidava de verdade! E isso durou alguns anos, até eles ficarem crescidinhos. Eu amava ser a "prima mãezinha" deles! 

Os homens nunca foram preparados para a paternidade e nem receberam noções de cuidados com uma criança.

Hoje esse quadro está ficando diferente, temos muitos pais que cuidam dos filhos, da casa. Mas ainda é pouco em relação as mulheres.

Quando meus filhos nasceram, meu marido nunca tinha tido experiência com crianças. Me ajudou muito no começo, bem no comecinho, e só.

Mas a realidade é que muitas vezes eu não o deixava ele fazer nada com o bebê. Ele queria trocar uma fralda e eu logo dizia "deixa que eu troco". Acho que eu tinha tanta certeza que eu sabia tudo, que eu me responsabilizei totalmente por todas as tarefas com as crianças, e ele foi "ficando de fora" nesse sentido.

Falamos sempre nos desafios do pós parto, pensando somente nas mamães. Mas imagino o quanto deve ser "estranho" tudo isso para o papai. Nós passamos 9 meses em transformação intensa, como se fosse uma "preparação" de tudo que vem pela frente. O papai vê tudo de fora e só percebe o que está acontecendo quando pega o bebê nos braços. 

Acredito que para o homem também exista magia, encantamento com a chegada do bebê. Afinal, eles desejam e amam os filhos, tanto quanto nós!
Além disso, os mesmos medos e inseguranças do "novo", também devem ser sentidos pelo papai, mas eles encaram de outra forma.

Hoje eu vejo o quanto errei nesse sentido, por mais que ele não soubesse fazer algumas coisas, ele tentaria, conseguiria e faria com amor. É um experiência necessária para pai e filho.

Não devemos ter medo que o pai coloque a fralda ao contrário, ou que coloque meias invertidas, ou que não saiba como pegar o bebê. É um direito dele passar por essa experiência e aprender, fazendo do jeito dele. Ele vai conseguir e e vai ter o modo dele de cuidar!

Eu acho tão lindo a simplicidade que os pais tem quando cuidam das crianças! Eles se importam em estar com os filhos, é isso basta!

Eles saem para a rua com as crianças de pijama e nem percebem...rs...
Eles tem uma forma diferente de enxergar esse universo, eu admiro muito.

Eles dão conta do recado, sabem alimentar, sabem dar banho, sabem até pentear as meninas, mas do jeito deles. Devemos respeitar o "modo papai de ser". Faz parte da história deles com os filhos.

Hoje eu não interfiro na relação deles, e tenho muito amor e respeito pela história que ele está construindo com nossos filhos!

 

 

 

Comunidade Bebê 123
Dani Nalini
Dani Nalini Seguir

Mãe do Pedro e da Clara!

Ler matéria completa
Indicados para você