[ editar artigo]

Festa infantil cheia de glamour, sonho da criança ou dos pais?

Festa infantil cheia de glamour, sonho da criança ou dos pais?

A ansiedade aperta quando o aniversário da criança vai chegando. Logo começamos a planejar a tão sonhada festa dele ou dela. Buffet, decoração impecável, doces personalizados com o tema da festa, milhares de balões de gás hélio, luzes, lembrancinhas, personagens contratados para brincar e interagir com as crianças, um verdadeiro conto de fadas!

A cada dia, esses cenários estão ficando cada vez mais glamorosos, e mais caros também.

Mas a dúvida é, tudo isso é um sonho da criança? Ou um sonho do papai e da mamãe?

Sim...por que nós pais viemos de uma geração, onde as festas eram no meio da sala de casa, com algumas bexigas de decoração, bolo, brigadeiro, refrigerante, e lanchinho de carne louca ou salsicha. E tudo era feito pela nossa mãe, com ajuda das tias, avós e até vizinhas!

Era gostoso ajudar a enrolar os brigadeiros, encher as bexigas e organizar os doces em cima da mesa do bolo. Durante a festa as crianças brincavam ao som de músicas infantis da época tocadas numa vitrola. Se divertiam no quintal da casa, brincando de esconde-esconde, pega-pega, etc! Era muito divertido, todo mundo saía feliz e bem cansado de tanto brincar!

Hoje a criança tem tudo pronto, desde os doces até a diversão que é garantida com brinquedos que víamos raramente em nossa infância, a maioria nem existiam.

Como mães de dois, tenho frequentado muitas festinhas (quase toda semana recebemos convites). E também já proporcionei a “festa dos sonhos” para eles. Na última festa que organizei, de 5 anos da minha filha, teve tudo que mencionei no início. A festa foi linda, uma delícia! Todos gostaram. Mas a Clara chegou e nem parou para olhar a decoração. Só queria brincar.

Mandei fazer uma roupa igual da princesa Anna, andei tanto para achar o pano ideal para a capa da princesa (que ficou maravilhosa), e a Clara usou nos primeiros minutos da festa, não quis colocar nem para tirar as fotos, rs...

Na hora dos personagens Anna e Kristoff, ela gostou e se emocionou quando eles entraram cantando, e também quando foi coroada!

Mas depois foi engraçado quando os dois estavam procurando a aniversariante para brincar (rs)... Sim! Ela cansou de ficar com eles e foi brincar de outra coisa.

A verdade é que eles nem se encantam mais com os personagens, por que em todas as festas tem. Eles gostam, mas vejo que aquela magia vai se perdendo.

Analisando e comparando diversas festas que tenho ido, a maioria nesse estilo, e poucas à moda antiga, eu parei e comecei a me perguntar. Precisa de tudo isso?

Definitivamente, cheguei à conclusão que não. A criança só precisa brincar! É tudo um exagero. Acaba ficando repetitivo, todas as festas iguais só com temas diferentes!

As crianças se divertem na festa que tem bolo e brigadeiro, na festa que tem todo esse glamour, no piquenique no parque. Elas se contentam com um pirulito simples, ou com um personalizado.

Na verdade, elas nem se importam. Elas querem diversão!

Acho que devemos resgatar valores que nossos pais nos passaram. Dar uma festa organizada com amor, no lugar de um cenário que é “desmontado” em poucos segundos após os “parabéns”.

Claro, acho que precisamos analisar se é realmente é vontade da criança ter a “festa dos sonhos”, ou se ela viu a da amiga ou do amigo e quer uma igual. Se for a vontade dela, que seja realizado dentro de nossas condições. É possível organizar lindas festas, com coisas simples.

Devemos ensinar que o que realmente importa é a presença das pessoas que nos amam, nesse dia tão especial!

Renovar, comemorar de um jeito diferente! De um jeito que fique na memória e no coração!

 

Comunidade Bebê 123
Dani Nalini
Dani Nalini Seguir

Mãe do Pedro e da Clara!

Ler matéria completa
Indicados para você