[ editar artigo]

Sexo na gravidez pode ou não pode?

Sexo na gravidez pode ou não pode?

A gestação transforma a vida do casal, que neste momento estão se preparando para o papel de pai e mãe, mais saiba que: “sexo é bom, faz bem para quem pratica e para a relação do casal, desde que seja uma gravidez saudável e sem intercorrências”.

Para a relação do casal, o sexo pode fazer muito bem, e não existem regras, pois alguns casais perdem o estímulo sexual durante a gravidez, já outros sentem mais vontade. O importante é que o casal esteja em harmonia, o que é positivo para o bebê.

Existem mulheres que se sentem “imaculadas” por estarem grávidas e muitos companheiros concordam, diminuindo o apetite sexual do casal. Há casais que ficam com receio por acharem que podem machucar o bebê, se faz bem ou se faz mal. É muito comum essa dúvida para os casais que serão pais pela primeira vez, portanto, relaxem! Seu bebê está bem protegido dentro da placenta e do útero.

Riscos podem acontecer quando a gestante apresenta ameaça de aborto, de parto prematuro, sangramento ou perda de líquido amniótico, o ideal nesta fase de risco é a abstinência sexual, não necessariamente durante toda a gravidez, passado o problema o sexo está liberado. Para isso é muito importante o acompanhamento do médico.

O bebê começa a perceber melhor os estímulos externos (como sons) à partir do sexto mês de gravidez, em relação ao sexo dos pais, ele apenas sente estímulos como se a mãe estivesse caminhando ou fazendo movimentos do dia a dia.

Com o passar dos meses, as posições da relação sexual devem mudar. No início não há restrição, mas com o aumento do útero que está crescendo a cada dia, a gestante deve procurar manter-se em uma posição confortável e sem compressão forte sobre o bebê, tome cuidado também com a coluna.

No final da gravidez, a relação sexual libera o hormônio ocitocina, responsável pelas contrações. Nas gestações normais, o sexo é bem-vindo nessa fase porque já vai preparando o corpo da mulher para o nascimento do bebê.

O único momento em que o sexo passa a ser totalmente proibido é após o parto, quando o casal deve ficar 40 dias sem transar. “Esse é o período de cicatrização interna e há alguns riscos, como, por exemplo, o surgimento de infecções. Por isso o sexo deve ser evitado”.

Vale lembrar que durante o período de amamentação, o hormônio do leite inibe a dopamina, neurotransmissor da libido, fazendo com que diminua o apetite sexual da mulher, mas em alguns meses tudo volta ao normal.

Comunidade Bebê 123
Comunidade Bebê 123
Comunidade Bebê 123 Seguir

Redação Bebê 123

Ler matéria completa
Indicados para você